TCM PUNE PREFEITO DE PILÃO ARCADO


O Tribunal de Contas dos Municípios julgou procedente o Termo de Ocorrência lavrado contra o prefeito de Pilão Arcado, Manoel Afonso Mangueira, por ter pago R$5.196.984,12 à empresa “Advocacia Wanderley Gomes Advogados Associados – EPP”, a título de honorários advocatícios, com recursos do Fundef/Fundeb, no exercício de 2017. A decisão foi proferida na sessão desta terça-feira (16/07). O relator do processo, conselheiro Raimundo Moreira, multou o gestor em R$15 mil.

Segundo a relatoria, tal situação viola a regra de que as despesas decorrentes dos referidos créditos do Fundef/Fundeb devem guardar estrita vinculação com a função ‘educação’, nos termos da Lei Federal nº 11.494/2007, pelo que não se admite qualquer outra destinação, sob pena de caracterização de desvio de finalidade.

Em sua defesa, o gestor apresentou documentos que não foram suficientes para descaracterizar tal irregularidade. O Ministério Público de Contas também opinou pela procedência do Termo de Ocorrência.

Destacou o conselheiro que, à época do pagamento, já não possuía o gestor respaldo legal ou contratual para proceder com o acordo realizado para pagamento da quantia de R$5.196.984,12 ao escritório de advocacia. Dessa forma, também foi determinado ao gestor a reposição à conta específica do Fundeb, da referida quantia, com recursos do Tesouro Municipal.

A Relatoria também determinou que seja dado conhecimento ao Ministério Público Federal da decisão tomada pelo TCM.

Cabe recurso da decisão.

Ascom.TCM

Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

Tecnologia do Blogger.