ONG REPÓRTERES SEM FRONTEIRAS DIVULGA RANKING DA LIBERDADE DE IMPRENSA

Brasil aparece na 105ª posição

Nesta quinta-feira, 18, a organização não governamental (ONG) Repórteres Sem Fronteiras divulgou uma lista nomeada 'Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa 2019'. Nas primeiras colocações entre os locais com maior índice de liberdade estão países como Noruega, Finlândia e Suécia, respectivamente. Em comparação com o mesmo estudo realizado no ano anterior, o Brasil caiu três posições, ficando agora na 105ª colocação, entre 180 países.

Com a queda, o País se aproximou da chamada 'zona vermelha', classificada como local de difícil situação para a imprensa. Nesta faixa, estão junto ao Brasil países como Venezuela, Iraque e Turquia. Para a ONG, o declive aconteceu em razão de um ano 'particularmente agitado' e que contou com o assassinato de quatro jornalistas, além da fragilidade dos profissionais que cobrem pautas ligadas à corrupção ou ao crime organizado.

A entidade ainda destaca que a eleição do presidente Jair Bolsonaro, onde a campanha foi marcada por discurso de ódio, desinformação e desprezo pelos direitos humanos, contribuiu muito para este período a respeito da liberdade de imprensa exercida no País. Sylvie Ahrens-Urbanek, funcionária do escritório alemão do Repórteres Sem Fronteiras, conta que "em essência, o clima no qual os jornalistas trabalham simplesmente se deteriorou em todo o mundo". Segundo ela, os profissionais estão convivendo com um 'clima de medo'.

Venezuela

Com o atual governo de Nicolás Maduro, o país também se aproximou da 'zona negra', onde estão os locais com as piores classificações. Próximos à Venezuela, no final da lista, estão países como Coreia do Norte e Turcomenistão. Os veículos de rádio e televisão críticos ao governo tiveram suas licenças de transmissões cassadas, além da imprensa internacional ter sofrido com aprisionamentos, interrogatórios e até mesmo expulsões do país comandado por Maduro.

Cuba e México

A lista aponta ainda que, pelo 22º ano consecutivo, Cuba continua sendo o pior país da América Latina para o exercício da imprensa, mesmo que a cobertura da internet na ilha tenha melhorado e facilitado o trabalho de 'blogueiros e jornalistas independentes'.

Por sua vez, o México também não se encontra em situação favorável. Ele se encontra na 144ª posição, inserido na 'zona vermelha', próximo a países como Camboja e Honduras. Tal posição é fruto de 10 recentes assassinatos de jornalistas cometidos durante o ano de 2018.

A lista completa pode ser conferida neste link: https://rsf.org/pt/classificacao%20.

Fonte: Coletiva.Net

Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

Tecnologia do Blogger.