Barreiras

EM PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DE 2018, VEREADORES VOLTAM A DEBATER ASSUNTOS IMPORTANTES


Na primeira sessão ordinária após a solenidade que deu inicio aos trabalhos legislativos de 2018, os vereadores da base e de oposição subiram a tribuna da casa e fizeram discursos tratando de diversos assuntos importantes. Os vereadores aproveitaram a oportunidade para parabenizar o Presidente Gilson Rodrigues que segundo eles, fez uma excelente reforma que poderá garantir uma qualidade de vida melhor dos moradores da região.

O primeiro a usar a palavra para se pronunciar foi o Vereador Nereu do Gás que integra a bancada de oposição na Câmara. Em suas fala o vereador começou parabenizando o Presidente Gilson Rodrigues e a mesa diretora para reforma do prédio e principalmente pelas mudanças no plenário da casa. Em seguida o parlamentar aproveitou a oportunidade para dizer que durante a passagem do Prefeito Zito Barbosa pela sede do Poder Legislativo na abertura dos trabalhos de 2018, muitas mentiras teriam sido ditas a população barreirense. Nereu afirmou que a população podia até aceitar as mentiras e desculpas no ano de 2017 que era o primeiro do mandato do chefe do Poder Executivo Municipal, mas que um ano se passou e os barreirenses já não aceitam mais qualquer história.


Logo após o vereador e também membro da oposição Marcos Reis fez uso do seu tempo regimental para lamentar a falta de oportunidade do uso da palavra durante a sessão solene da noite anterior e que em sua opinião naquela ocasião a Câmara teria se tornado um palanque do prefeito e que  o regimento interno da casa teria sido descumprido no momento em que o presidente Gilson não franqueou a palavra aos parlamentares.

Já o vereador José Barbosa começou a sua fala dando um destaque especial aos feirantes e a luta que tem travado em defesa destes trabalhadores. De acordo com o parlamentar, antes do incêndio que destruiu boa parte das instalações da feira-livre de Barreiras, o mesmo já havia protocolado um pedido de providências no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA e na Secretaria de Infraestrutura do Município após um incidente no local e que nenhuma providência teria sido tomada, levando ao incidente que trouxe prejuízos financeiros e emocionais aos feirantes que trabalhavam nas áreas atingidas pelo incêndio. O Vereador também cobrou uma solução na entrega da obra do galpão uma vez que o prazo estipulado para a sua conclusão teria se encerrado a nove dias atrás.


Cezar da Vila, terceiro vereador mais bem votado desta legislatura começou o seu discurso agradecendo a Deus pelo ano de trabalho que se inicia e afirmou que errar é humano, mas que é preciso coragem para corrigir os erros e que no papel de homem público está aberto ás críticas e que elas não o impedirão de continuar gerindo o seu mandato em prol dos que mais necessitam pois ele vem de uma lugar humilde e sabe das necessidades daquele povo. 

Bastante envolvido nas discussões sobre o novo código tributário que vem ocorrendo atualmente, o Vereador Carlos Costa fez um discurso bastante voltado para a classe empresarial do município. De acordo com ele a CDL e diversas entidades vêm se reunindo na busca de soluções para resolver este problema. Durante o seu tempo  regimental Carlos Costa fez uma breve explanação sobre a Repristinação e como esse dispositivo da legislação brasileira poder ser a solução. O vereador afirmou ainda que esta no aguardo de uma resposta do prefeito que tem feito um estudo das propostas apresentadas por um grupo de empresários e vereadores.


O já experiente e membro do grupo que faz oposição ao Chefe do Poder Executivo Municipal na Câmara Vereador Vivi Barbosa afirmou que o Prefeito não disse uma verdade durante a sua passagem pela Câmara na sessão de abertura dos trabalhos legislativos de 2018 e pediu para que a Câmara apresentasse o projeto de revogação do novo código tributário e que caso o prefeito vetasse o projeto, que os vereadores derrubassem o veto e disse ainda que os empresários do município não irão aguentar a nova carga tributária e caso a atual lei permaneça, estes podem acabar deixando o município pra abrirem os seus comércios em municípios vizinhos. 



Conhecido por seus discursos polêmicos, o Vereador Eurico Queiroz afirmou que quando as pessoas escolhem a vida pública devem estar preparados para receberem vaias e aplausos e que isso é a democracia.  Sobre a votação do Código tributário o parlamentar afirmou que todos erraram, tanto a base quanto a oposição que devido a inexperiência não se atentou a dispositivos do Regimento Interno da Câmara para tentar barrar a tramitação do projeto que estabeleceu o novo código. Eurico aproveitou a oportunidade para enfatizar que o Prefeito tem participado de todas as reuniões com a classe empresarial que esta buscando uma solução para o novo código tributário e que o antigo era arcaico e defasado não servindo mais para o nosso município. O parlamentar foi enfático ao dizer que nas gestões anteriores os prefeito não discutiam as leis com nenhuma classe e que tudo era feito na tora e que boa parte da oposição de Barreiras são verdadeiras aves de agouro que torcem pelo "quanto pior melhor". Para ele a solução é a revogação parcial do projeto, o que não prejudicaria por exemplo as famílias que foram contempladas com a isenção do seus IPTU's.

O líder da bancada de situação na Câmara Vereador Otoniel levou para os debates importantes assuntos. Para dar inicio a sua fala o parlamentar falou sobre a atual situação do Pátio Legal. Para o vereador a empresa que ganhou a licitação para explorar o pátio não tem cumprido as exigências previstas no projeto, a exemplo da ausência de cobertura para evitar danos causados pela ação do sol nos veículos apreendidos. o Vereador afirmou que essa era uma exigência presente no projeto e que não tem sido cumprida. Outra importante pauta levantada pelo edil foi a questão da água que a EMBASA tem distribuído para as residências em Barreiras. Além do mau cheiro, a água tem apresentado um gosto estranho. 


E para finalizar subiu a tribuna o novato Vereador João Felipe que afirmou ter sido acordado entre os vereadores a não utilização da tribuna durante a sessão solene ocorrida na noite anterior. O parlamentar ainda disse que já presenciou os vereadores de oposição participarem de reuniões com o Prefeito e não fazerem nenhuma cobrança e que não estava entendendo o porque de toda a confusão que eles fizeram logo após a a sessão. Para joão a assinatura de documento pelos vereadores de pedido de revogação do novo código tributário era algo político para tirar a atenção de um brilhantes carnaval que estava preste a começar e que é preciso reconhecer os benefícios do Código que traz isenção de IPTU e outros impostos a população mais carente de Barreiras., assim sendo o vereador pediu revogação de apenas parte do novo código tributário, não afetando quem mais precisa.

Fotos-reprodução Tv Câmara de Barreiras.

Da redação Tv Web Barreiras

Por Blog Tv Web Barreiras

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

Tecnologia do Blogger.