Bahia

CCR METRÔ É NOTIFICADA POR SUPOSTO DESMATAMENTO ILEGAL NO BAMBUZAL DO AEROPORTO; INEMA DIZ QUE CONCEDEU LICENÇA


A CCR Metrô, empresa responsável pelas obras e gestão do metrô de Salvador, foi notificada por fiscais da Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), na manhã deste sábado (20), por supostamento desmatamento irregular do bambuzal do aeroporto.

Em nota, a Sedur informou que, além da notificação, a CCR Metrô foi autuada e multada pela supressão de parte da vegetação do local. O valor da multa pode chegar a R$ 5 milhões.

De acordo com a Sedur, a CCR pediu uma autorização ao Inema, para cortar o bambuzal, entretanto, segundo a secretaria, compete ao município a concessão de licenças para estas atividades.

Por meio de nota, o Inema rebateu a afirmação da Sedur. Segundo o instituto, é sim competência do órgão licenciar toda a obra do metrô, já que se trata de limites entre dois municípios - Salvador e Lauro de Freitas.

O Inema também diz que participou do licenciamento, desde início de toda a obra do sistema metroviário, e ressalta que exige toda a compensação ambiental necessária seja feita. O órgão destaca também que seguiu rigorosamente todos os critérios legais.

A CCR Metrô Bahia disse, através de nota, que todas as obras na região do Aeroporto estão devidamente licenciadas por órgãos competentes. Sobre a notificação, a concessionária informou que as obras na região foram suspensas temporariamente e que vai avaliar o teor do auto para responder ao órgão competente dentro do prazo estabelecido. Ainda segundo a CCR, as intervenções relacionadas à poda de touceiras na Avenida Tenente Frederico Gustavo dos Santos (a via do "Bambuzal" do aeroporto) - sentido Salvador - acontecerão apenas em pontos de sua margem esquerda, na altura do acesso à Travessa Santos Dumont, mais conhecida como Rua das Locadoras, e estão de acordo com licença expedida pelo Inema.

O governo do estado também se manifestou sobre o caso. Em nota, a administração estadual explicou que apenas partes das moitas de 11 touceiras do bambuzal, inclusive em uma área que já está degradada, estão sendo retiradas para permitir a circulação dos ônibus que farão a conexão entre a estação de metrô Aeroporto e o terminal aeroportuário de Salvador. Segundo o Governo, não se trata do bambuzal de maior extensão e relevância. A área a ser suprimida representa apenas 0,19% da área total do bambuzal.

A nota do governo estadual ainda informa que, conforme preveem os estudos ambientais para o pedido de licenciamento, a compensação ambiental será realizada com o plantio de árvores nativas em Área de Preservação Permanente (APP) do Rio Ipitanga, próximo à Estação Aeroporto.

Via G1

Por Blog Tv Web Barreiras

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

Tecnologia do Blogger.