0
Existe uma resistência natural sobre a questão do novo. Não são todas as pessoas que aceitam situações novas. Seja porque não entendem ou não conseguem assimilar que o mundo está em completo e constante movimento. 

O que valeu ontem pode não valer muito hoje ou simplesmente não valer nada. Dessa forma os que resistem as novas situações se deparam com muitas dificuldades em aceitar propostas que pretendem se adequar ao tempo e as necessidades atuais. 

Pelo fato do mundo estar em movimento e obrigatoriamente os seres humanos estarem em constante evolução não é possível que conceitos antigos ou que paradigmas não deixem de serem quebrados. 

As leis são reformuladas porque precisam se adaptar aos novos tempos. Temos hoje em dia exemplos gritantes da evolução se observarmos a velocidade da informação produzida pela internet. 

As novas tecnologias avançam de forma assustadora e de repente o comportamento humano se modifica sem que leis, regras ou conceitos antigos possam acompanhar. 

O uso de celular deixou o conceito do antigo telefone anos luz de distância. Hoje é possível fazer com um pequeno aparelho de celular o que há poucos anos seria quase ficção científica. 

Essas descobertas e essas novas oportunidades mudaram o comportamento humano. Claro que em muitos casos de uma forma negativa, pois pelo excesso de informação muitas pessoas reagem na pratica de forma contrária. Ou seja, o que seria para unir está afastando. Pessoas hoje em dia reclamam que ao redor de uma mesa de amigos, alguns estão dispersos e mais preocupados em trocar mensagens do que propriamente participar das conversas. 

As dificuldades surgem em inúmeros setores. Observem que um professor que pretende passar conhecimento em sala de aula da forma tradicional, ainda tem conceitos analógicos e em contrapartida defronta-se com alunos de conceitos eminentemente digitais e virtuais. 

As leis que procuram ou tentam organizar, fiscalizar, policiar e responsabilizar o mundo virtual estão em completo e confuso momento. O mundo moderno que há bem poucos anos atrás era inimaginável, hoje é uma certeza. 

O pensamento conservador resistiu ao computador, mas hoje não existe mais saída e se rende ao avanço tecnológico ou se isola completamente do mundo a sua volta. 

Todavia mudar leis existentes exige considerações éticas, morais e comportamentais. Não se pode interferir em direito adquirido. Não se pode com leis menores ferir leis maiores. O que é possível fazer e criar para os novos conceitos mais atualizados. Adaptar essas leis para que se adequem a situações modernas, sem mudar o que foi conseguido com luta e determinação por gerações passadas. 

Os que pretendem ou até necessitam mudar ou criar leis se preocupam menos com as questões éticas e morais pois seus interesses eminentemente econômicos ou políticos sempre prevalecem. 

Por exemplo: Que conceitos racionais nortearam a dita Lei do Desarmamento? Que conceitos lógicos determinaram o Código do Menor e do Adolescente?

O primeiro desarmou e deixou vulnerável o cidadão, o segundo deu oportunidade aos marginais de valerem-se da mão de sobra infantil e adolescente devido a inimaginável impunidade.

Se discute hoje a Reforma da Previdência e do Trabalho, mas as mais eminentes seriam as Reforma da Politica, da Saúde e da Educação. Ou seja, combate-se os efeitos e esquecem da causa. 

A crônica de hoje é dedicada em especial a Sonia do bairro Sandra Regina, ao amigo Escobar e a todos os que acompanham regularmente esse trabalho.

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo