0

Uma equipe de 15 pilotos que participam da II Expedição São Francisco, deixa, nesta terça-feira, 20, a cidade de Santa Maria da Vitória – a 881 km de Salvador – e segue até Bom Jesus da Lapa. Lá, eles vão registrar, não só as belezas da cidade, famosa pelo santuário que dá nome ao município, mas também o Velho Chico e o projeto de irrigação Formoso, conhecido pela produção de bananas.

Com um total de 2.700 km de extensão, a largada aconteceu em 15 de junho em Piranhas (AL), com previsão de ser finalizada em 22 de junho, em Três Marias (MG), depois de sobrevoar a Serra da Canastra, onde estão localizadas as primeiras nascentes que alimentam o São Francisco.

Fazem parte da equipe aeronaves pilotadas por empresários e profissionais liberais, além do pessoal de que presta serviço de apoio aos participantes.
Foto: Nilson Negrão | Divulgação

A primeira expedição ocorreu em 2003 e, conforme o coordenador da aventura técnica, comandante Kleber Rangel, o percurso pretende mostrar as riquezas encontradas nas paisagens que aparecem ao longo de todo o trajeto.

"Mais uma vez, vamos fazer o percurso por meio de aeronaves para mostrar aos ribeirinhos e a todos brasileiros as coisas boas que existem na bacia do São Francisco", disse.

Ele salientou que, apesar dos problemas provocados pela ação humana e pelas mudanças naturais, as belezas ainda resistem e estão sendo reconhecidas por inúmeros que têm como foco a preservação ambiental.

"Estamos conhecendo projetos bacanas, tanto da iniciativa pública, quanto privada na área da cultura, história, economia que apontam que as belezas naturais que são um potencial a ser mais explorado. Isso é o que queremos mostrar como legado da expedição", afirmou.

Roteiro

Das oito cidades que estão no roteiro da expedição, quatro são da Bahia – além de Santa Maria e Bom Jesus da Lapa, também Juazeiro e Barra. Entre as demais, três delas – Januária, Pirapora e Três Marias – estão em Minas Gerais, além de Piranhas no estado de Alagoas.

Rangel, que, além de coordenador da equipe, é um empresário dono de montadora de aviões de pequeno porte em Barreiras (a 858 km de Salvador) afirmou que, posteriormente, as imagens serão editadas e reunidas em documentários, que serão exibidos aos ribeirinhos dos locais do trajeto.

Os filmes, segundo ele, pretendem reunir todas as imagens e as informações sobre meio ambiente que forem obtidas pelos pilotos da equipe durante o trajeto das aeronaves.

"Queremos dividir com as demais pessoas esse conhecimento, por meio das imagens. O foco da expedição é elevar a autoestima dos povos ribeirinhos, ressaltando as belezas dos lugares que eles vivem", enfatizou.

Fonte: Miriam Hermes / A Tarde.

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo