0

O regime de Pyongyang pediu esta segunda-feira, na véspera das eleições presidenciais na Coreia do Sul, o fim da confrontação com Seul e a abertura de uma "nova era de reunificação":

"A confrontação com a Coreia do Norte, prolongada pelo partido conservador (sul-coreano), deve terminar, e as forças da nossa nação devem unir-se para abrir uma nova era de reunificação", de acordo com uma coluna de opinião no diário oficial norte-coreano Rodong Sinmun.

A Coreia do Sul realiza na terça-feira eleições presidenciais antecipadas. O candidato Moon Jae-in do Partido Democrático é dado como favorito.

Se Moon ganhar, vai pôr fim a uma década de governos conservadores na Coreia do Sul, período durante o qual a tensão entre Norte e Sul se agravou, na sequência do fim da era "arco-íris" liberal em 2007.

O texto publicado no Rodong culpou a "marioneta conservadora" pela "trágica" relação entre o Norte e o Sul, a qual acusa de "procurar unicamente a confrontação e a guerra".

"A relação entre o Norte e o Sul deteriorou-se paulatinamente na última década" com a associação do partido conservador sul-coreano aos Estados Unidos, escreveu o jornal.

O risco de uma guerra nuclear "cresce dia após dia" por culpa do "partido conservador", responsável por "intensificar a tensão" na região, acrescentou.

As presidenciais na Coreia do Sul têm lugar após meses de tensão na península devido aos repetidos testes de mísseis de Pyongyang -- que se receia que realize um ensaio nuclear -- e à retórica da administração norte-americana de Donald Trump que insinuou a possibilidade de efetuar ataques preventivos.

Numa outra coluna de opinião, também publicada pelo mesmo diário, Pyongyang acusa "os traidores" do grupo conservador sul-coreano de usar a questão "da segurança" relativamente ao Norte na campanha eleitoral.

Esse "barulho desonesto" visa "implantar a inimizade com a RPDC (República Popular Democrática da Coreia, nome oficial da Coreia do Norte)" e "justificar a política de confrontação entre compatriotas", acrescentou.

"A forma de garantir a segurança da Coreia do Sul é conseguir a paz e a reunificação", concluiu o mesmo artigo.

Fonte: 

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo