0
Em visita a Instituição Lar de Emmanuel, conheci de perto o trabalho extraordinário que lá é desenvolvido. A comunidade barreirense que ainda não conhece as finalidades e os objetivos dessa instituição deveria em algum tempo disponível acompanhar esse trabalho que está sendo desenvolvido por mais de 33 anos.

Lá é mantida uma escola que oferece desde o maternal até o nono ano, mais de 600 alunos. Todo o tempo mantida pela caridade da comunidade, por pessoas da iniciativa privada com contribuições até anônimas.

Algumas vezes em mandatos anteriores auxiliada pelo poder municipal em outras perseguidas pelo mesmo poder. Com todos os reveses e dificuldades o Lar de Emmanuel sobrevive. 

Não só sobrevive como impressiona pela obstinação das pessoas que dirigem a instituição. 

Poucas pessoas devem saber que lá existe uma extensão de uma faculdade do Piai que oferece para 200 acadêmicos o curso de Pedagogia e que a primeira turma vai ser diplomada ainda no decorrer desse ano. 

Mantem também um abrigo para crianças abandonadas e presta um serviço de vital importância social. 

Existem na cidade instituições dessa natureza. O Lar Batista com seus 53 anos de atividades presta um serviço similar, com acompanhamento técnico de psicólogos e profissionais afins, no atendimento com capacidade para 20 crianças, desde os 3 anos até completarem 18 anos. Tudo funcionando sem o auxilio do poder público.

Essas entidades por suas características especiais estão contribuindo da forma que podem para um equilíbrio maior da sociedade e merecem que essa mesma comunidade participe e contribua da melhor forma possível para mantê-las em funcionamento. Seja com valores ou com serviço voluntário. 

Muitas vezes nossa visão de mundo e tão limitada ou alienada que não conseguem dar importância ao trabalho dessas pessoas. Nem todos se preocupam com a questão de proporcionar a caridade e solidariedade, mas ao visitar esses ambientes de abrigos, conseguirmos entender o que pessoas extraordinárias estão fazendo para minimizar problemas sociais tão graves.

Cuidam de crianças abandonadas, órfãos e toda a espécie de pequenas criaturas que lá encontram o abrigo, o alimento e a educação. 

Embora seja constitucionalmente uma obrigação do Estado, isso quase não acontece. Motivo esse que o trabalho desenvolvido nessas entidades precisa ser visitado e divulgado por não meu humilde entender trata-se de verdadeiros heróis e pessoas que não apenas falam, mas praticam o bem sem olhar para quem.

A crônica de hoje é dedicada a Senhora Francisquinha do Lar de Emmanuel na Vila Rica, por seus 33 anos de serviços prestados as crianças abandonadas de Barreiras. 

Boa Tarde!

Colunista Guto de Paula / Tv Web Barreiras.

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo