0

Muito comum nessa temporada ouvirmos a todo o momento Feliz Natal e Feliz Ano Novo como se o próximo ano não dependesse de nós mesmos para ser diferente. O novo ano também é fruto de nossas ações, de nossas escolhas e de nossas atitudes.

Caso construiu-se uma série de ações inteligentes, logicas e reflexivas, com certeza o ano será bom. Esse bom não representa necessariamente mais dinheiro, mais fortuna ou melhores condições financeiras. Será bom se tivermos a indispensável boa saúde se as pessoas que dependem de nós estejam protegidas e se aumentarmos nosso acervo de conhecimento e se praticarmos solidariedade, amizade e caridade. Se durante esse transcurso de tempo conseguirmos o equilíbrio emocional e se conseguirmos dar sentido a nossas vidas e não perdermos por nenhum momento o sentido da esperança.

Como um campo previamente semeado, onde se tomou o cuidado de evitar as pragas com certeza teremos sim uma boa colheita. Isso diz respeito até as nossas posições políticas e sociais. Pois o ano que está agora em curso depende das escolhas anteriores que fizemos. E se essas escolhas foram acompanhadas pela maioria dos que vivem ao nosso redor. 

Não existe possibilidade de se fazer uma previsão do que vai acontecer, portanto é melhor supor que fizemos a escolha certa e que com boa vontade e oportunidade de participação poderemos sim fazer desse ano um ano bem melhor de tantos outros que já se passaram. 

É muito lógico que não depende apenas de nós. Mas sim de todos aqueles em que depositamos nossa confiança e nossas esperanças. Afinal de contas, ainda é muito cedo para qualquer análise ou crítica, pois o que pretendemos e até o que tememos ainda não aconteceu.

Queremos crer que irá prevalecer o bom senso, as discussões e as parcerias e que pelo menos no âmbito social e político possa existir participação de entidades de classe organizadas onde tudo seja muito transparente. Sendo assim termos grande possibilidade de vivenciar um ano bom. Com realizações com soluções para problemas antigos e com uma visão clara de futuro.

Caso contrário teremos mais um ano de retrocessos de desmandos, de abandono e de ausência de compromissos. Fatores esses que já conhecemos muito bem e do qual fomos reféns por muitos e muitos anos. Quando uma minoria privilegiada se coloca em posição de poder em contra partida de uma maioria que recebe quando muito apenas as migalhas distribuídas pelo poder absoluto. 

Sabemos de antemão que não podemos esperar perfeição, porque isso é uma dádiva Divina, mas almejamos que exista no mínimo consideração pelos propósitos prometidos e que os princípios democráticos não sejam esquecidos.

No decorrer na semana ouvi um pensamento interessante que dizia: Dentro de nós convivem dois lobos famintos. Um do Bem e outro do Mal. A questão fundamental para o nosso próprio futuro e qual dos dois vamos melhor alimentar. 

Na primeira crônica desse ano, dedico esse texto ao Dr. Edmilson amigo e funcionário da Câmara Municipal de Barreiras. Ao novo presidente eleito Gilson e as novos e antigos membros dessa egrégia Câmara Legislativa.

Por Guto de Paula / Tv Web Barreiras.




Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo