CRÔNICA DE GUTO DE PAULA: FRAGILIDADE, BELEZA E CAPACIDADE. - Tv Web Barreiras

Notícias Recentes

25 de nov de 2016

CRÔNICA DE GUTO DE PAULA: FRAGILIDADE, BELEZA E CAPACIDADE.


No dia de hoje em 1999, após o assassinato das irmãs Mirabal ( Minerva, Pátria e Maria Tereza), cujas mortes foram ordenadas pelo ditador dominicano Rafael Leônidas Trujillo, a ONU oficializa o dia 25 de novembro como “Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres”.

No Brasil a Lei Maria da Penha tem freado a disposição machista da violência contra as mulheres, mas apesar do rigor da Lei, esse problema social ainda existe e continua produzindo índices muito aquém do esperado.

As mulheres continuam sendo vítimas da ignorância, da prepotência, da falta de informação e da sanha criminosa de homens desequilibrados e sem princípios.

Em um mundo eminentemente machista, onde estão sendo necessários dois mil e tantos anos para que as mulheres ocupem seu lugar de direito na História, os avanços são ainda muito pequenos. Diria até inexpressivos. As discriminações partem da política, da sociedade e até por influência religiosa. Mesmo assim e de forma muito rara mulheres alcançaram postos que pertenciam culturalmente e historicamente apenas aos homens.

Mas, nesse mundo pós-moderno de inúmeras conquistas tecnológicas de quebras de paradigmas e de velocidades supersônicas as mulheres estão frequentando cursos universitários em esmagadora maioria. O resultado disso é que o conhecimento adquirido será a mola propulsora dos avanços necessários para que as mulheres ocupem posições, cargos e incumbências que até hoje estão sendo dificultadas ou simplesmente negadas. 

O conhecimento libertador está sendo gerado. Os homens não estão apenas perdendo espaço social, pois terão muito breve que lutar lado a lado para continuarem inseridos no contexto, não por serem apenas homens, mas por deterem também capacidade e competência. 

Todavia, biologicamente mulher será sempre mulher na delicadeza, na beleza, na candura e no indispensável sentimento maternal. Frágil se comparada ao homem, porem sagaz, determinada e convicta de sua situação. Podem ir muito longe e até ultrapassar as capacidades masculinas pois conseguem faze tudo issoe muito mais calçando os torturantes sapatos altos. Torturada pela dor de sua condição feminina que exige além da capacidade individual a cobrança até irracional de sua aparência que precisa ser sempre impecável em um mundo movimentado pelos ditames da moda e da mídia. 

Coisas irrelevantes para os homens que até em determinadas situações precisam ser feios e truculentos para imporem supostamente maior respeito.

Tribos indígenas pintavam a cara para intimidar os inimigos. Policiais da década de vinte em muitos países tinham que obrigatoriamente usar bigodes e barbas imensas para imporem o mesmo suposto respeito. Mas a mulher foi sempre mulher e se conseguiu galgar melhores situações foi quase que sempre através de sua beleza ou de sua aparência. 

Em tempo não muito distante foi a mão de obra fundamental no advento que disparou a Revolução Industrial nas linhas de montagem. Levou centenas de anos para adquirir o direito de votar e ser votada. 

Porém, tudo isso está ficando para traz quando sua participação social está crescendo de forma geométrica e sistemática e a condição mulher capaz, produtiva, determinada e competente está valendo muito mais que o fato natural de ser apenas frágil agradável e bonita. 

O que precisa mudar mesmo e ser banida da sociedade moderna é essa insana e persistente violência que ainda incide sobre a mulher. Consequência da demência de homens que esquecem nesse momento de desvario que foram gerados por uma mulher. 

A crônica de hoje é dedicada a sindicalista Carmélia da Mata, a legisladora Karlucia Macedo e a publicitária Berê Brasil, mulheres inseridas no contexto muito mais por sua capacidade do que pela beleza física. 

Boa tarde!

Guto de Paula / Tv Web Barreiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.