0
Os anseios da comunidade barreirense não se prendem unicamente a melhoria das ruas e dos acessos aos bairros da cidade, no que se fará para melhorar o atendimento a saúde e como irá se resolver a situação das escolas públicas em total abandono. 

Primeiro porque existem verbas específicas para resolverem esses problemas. Segundo porque fazem parte das promessas de campanha e foram o grande motivo de se propor uma mudança.

A atual administração deverá ter criatividade e através de planejamento proporcionar ao povo ações que por muitos e muitos anos, por inúmeros mandatos continuam inalteradas e sobrevivendo ao tempo.Ou seja colocar sua marca de renovação e ser lembrada na posteridade. 

A restauração da Praça Landulfo Alves por exemplo e do antigo mercado onde se concentra hoje a grande maioria de pessoas em busca de socialização e lazer. Ficou intocável por inúmeros mandatos e o recente incêndio em uma das lojas deixou evidente que essa restauração precisa acontecer com a devida urgência.

Outro ponto importante que concentra anualmente grande número de pessoas em momento de exposição continua carente e muito mal aproveitado. Local que deveria ter pontos de comércio padronizados. Pavimentação decente, instalações sanitárias permanentes e higienizadas. Ajardinamento, ciclovia e quadras para a prática de esportes. Ou seja, entender que aquele amplo espaço precisa ser aproveitado todos os dias do ano e não apenas na ocasião da exposição feira.

A praça de alimentação que quando foi construída preencheu as necessidades da época, mas hoje em dia foi tomada de assalto por usuários de drogas. Seus pontos de comercio se tornaram precários e insuficientes e o sanitário publico é o mais deprimente e imundo de toda a cidade. Esse local precisa ser modernizado e seus comerciantes necessitam de condições de trabalho e espaço físico completamente padronizado e remodelado. 

Isso sem falar em uma Casa da Cultura completamente inoperante e de tantos outros setores que poderiam corresponder ao Cartão de Visitas da cidade. Motivo pelo qual a nova administração precisa deixar sua marca de criatividade e ser lembrada por ter realizado e melhorado as condições do que já existe e que o povo frequenta a despeito de todas as carências e dificuldades.

O sonho de melhoria é do povo, mas cabe a administração planejar a melhor forma de atacar esses setores com criatividade e bom senso estético. Apresentar maquetes desses sugeridos projetos e apresenta-los para a discussão pública. Obras que em seu bojo estejam previstos estacionamentos diferenciados e práticos, calçamento e recuperação de fachadas. 

E melhor ainda seria se esses projetos fossem apresentados por arquitetos e engenheiros que á titulo de premiação concorressem com sua criatividade e demostrassem sua capacidade. Uma forma de julgar o melhor trabalho e o que tivesse a melhor viabilidade técnica. Porque não? Será que sempre temos que receber obras de goela a baixo sem condição e opinar e de escolher? 

Essa dessa iniciativa e com essa criatividade que esperamos que a nova administração que assume em janeiro próximo brinde a cidade e comesse de fato a produzir a mudança que tantos almejamos. 

Para que essa cidade se torne mais humana e para que o povo tenha orgulho de viver nessa terra se faz necessário colocar em funcionamento o que já existe e recuperar nossos cartões de visita que o povo já frequenta, mas que considera que poderia ser bem melhor. 

A crônica de hoje é dedicada as pessoas que encontro pelas ruas e que dizem estar acompanhando esse fazer crítico. E a todos os que consideram a critica positiva como um gatilho de renovação. 

Boa tarde!

Da redação Guto de Paula / Tv Web Barreiras.

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo