0

As contas de energia do país devem vir mais caras a partir de setembro, com cobrança extra de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) em função da bandeira amarela. A medida é decorrente da falta de chuvas e de uma queda menor no consumo de energia, e pode voltar após cinco meses de nível verde nas contas de luz - quando não há taxa extra. 

De acordo com O Globo, três fatores apontam para a retomada da bandeira amarela em setembro: os meses de setembro e outubro são mais secos, os reservatórios das hidrelétricas atingem nível menor, logo, será exigido mais das térmicas - se houver custo superior a R$ 211 por MWh, há indicação para bandeira amarela -; aumento do consumo projetado para o ano; e a situação dos reservatórios nos sistemas Norte e Nordeste, já que as condições dos rios São Francisco e Tucuruí estão críticass.

 "A bandeira amarela agora faz sentido. É normal que se tenha bandeiras amarelas todos os anos nos meses mais secos", disse uma autoridade ligada ao tema. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que só se manifestará sobre a bandeira de setembro na data oficial para liberação, 26 de agosto.

Fonte: Bahia Noticias.

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo