ELEIÇÕES 2016 – O JINGLE POLÍTICO. - Tv Web Barreiras

Notícias Recentes

29 de jun de 2016

ELEIÇÕES 2016 – O JINGLE POLÍTICO.


Por Maglon Ribeiro
Consultor de Marketing e Pesquisas Eleitorais
Em todas as épocas a música sempre manteve o seu valor social. Na forma de experiência estética, a música demonstra-se um meio de alcançar uma coerência comportamental em um grande grupo de pessoas. O jingle político traz explicitamente essa característica musical, sobretudo como construtor da identidade social e individual, como instrumento de propaganda política.

Parte integrante do Marketing Político, os jingles se caracterizam por canções simples e letras de fácil assimilação. Deve transmitir o conceito do candidato, refletir a identidade, propostas e slogan ; de melodia leve como item fundamental para se atingir os propósitos do candidato, já que seu impacto está além da simples persuasão do voto.

O jingle politico deve necessariamente refletir melodias construídas com precisão e agir de forma sinestésica junto ao ouvinte, resultando em uma resposta emocional à música apresentada. Através das três organizações constituídas pelo ritmo, altura e harmonia, ‘sentimentos’ são transmitidos para o público o qual responde com exaltação emocional e simpatia.

O jingle deve atrair a simpatia pela pessoa do candidato. Além de transmitir a mensagem da campanha deve cativar pela leveza e, como chiclete colar na cabeça do eleitor. É um discurso cantando que deve chegar ao coração, sem passar pela cabeça.

Cansa e torna enfadonhos jingles políticos que dói aos ouvidos, simplesmente cantando o numero do candidato a vereador. Como se o eleitor não fosse capaz de gravar o número do candidato que atrai a sua simpatia. Sabendo que a política é, de um modo geral, algo do interesse remoto do eleitor. Esse problema se agrava de maneira muito mais intensa no caso de um candidato proporcional, onde a campanha para os cargos legislativos aparece para o eleitor sob a forma de uma intensa poluição de materiais e de propaganda, dispersos, muito parecidos entre si, e em geral, de baixa qualidade. Por isso, a necessidade de um jingle que conquiste pela sutileza. Um jingle feito por profissionais da área sob orientação do estrategista de marketing politico.

Aprendemos ao longo do tempo que a música transmite emoção. A composição do jingle político é formada pela união entre a melodia e a poética, que buscam na sua composição respostas emocionais dos ouvintes.

Ao escutar o jingle político, é necessário que o ouvinte responda de alguma forma, se não a música terá sido escrita em vão. Ao emocionar o ouvinte, o jingle político cumpre sua função de propaganda política, atingindo o eleitor de forma única e especial, caracterizando a comunicação política. Razão pela qual é possível entender que o jingle político continue a ser utilizado nas campanhas eleitorais apesar do avanço tecnológico que presenciamos atualmente, como a utilização da televisão e Internet.

Para concluir, o jingle político atua em uma eleição com o princípio de construir as relações interpessoais, além de ser capaz de mobilizar um grande grupo de pessoas a favor de uma ideia. Sua influência está fortemente ligada com aspectos sociais, cognitivos e emocionais do indivíduo, o que o torna imprescindível para o marketing político de um candidato. A sinestesia, por sua vez, age a partir de um estímulo auditivo, reagindo emocionalmente no indivíduo, levando-o a ação. É justamente da sinestesia desses poucos versos que, às vezes, determina-se a conquista de muitos simpatizantes para um candidato.

Contato: maglonribeiro@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.