0

O governador da Bahia, Rui Costa, acompanhado pelo diretor geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Oziel Oliveira, assinou a renovação do Programa de Incentivo à Cultura do Algodão no Estado da Bahia (Proalba), no primeiro dia da 11ª edição da Bahia Farm Show. A cerimônia aconteceu na manhã desta terça-feira (2), no município de Luís Eduardo Magalhães, com a demonstração de apoio ao cotonicultor diante da retomada do incentivo fiscal, regulamentado no decreto nº 8.064 de 21 de novembro de 2001, que reduz em até 50% do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Serviços (ICMS). 

Atento ao agronegócio do Algodão, como importante componente do Produto Interno Bruto (PIB) baiano, o Diretor Geral da Adab Oziel Oliveira, entregou simbolicamente quatro Certificados de Regularidade, dos 122 cotonicultores que atendem às demandas estratégicas de Defesa Fitossanitária. 

Ao todo foram 132 inscritos. O Certificado é necessário para que o produtor possa pleitear o incentivo fiscal e, para recebê-lo, é preciso atender aos requisitos exigidos pela ADAB, a exemplo das fiscalizações da data limite de plantio, condução da cultura quanto ao controle de pragas, a exemplo do Bicudo do Algodoeiro (Anthonomusgrandis), o cumprimento da data limite para o arranquio das soqueiras, eliminação de tigueras (plantas voluntárias) e rotação de culturas, bem como o uso correto de agrotóxicos e devolução das embalagens vazias.


O governador Rui Costa anunciou os investimentos que estão sendo realizados na região Oeste, ressaltando a importância do agronegócio que protagonizou o oeste da Bahia no Matopiba. “No que depender do governo da Bahia, vamos agregar mais valor à produção, buscando verticalizar as cadeias produtivas e deixando no estado uma parcela maior da riqueza aqui gerada. Estaremos sempre junto ao produtor”, avaliou o governador.

Para o Diretor Geral da ADAB Oziel Oliveira, o Proalba, como política pública, não pode ser interrompido, já que está desenvolvendo a cotonicultura na Bahia, atualmente concentrada no Polo Regional de Barreiras, Oeste do Estado. “Com o crescimento expressivo de área plantada, melhoria de produtividade e da qualidade de fibra, a produção se desenvolve no Oeste de forma empresarial e com alto nível tecnológico, fato marcante que alavancou a Bahia ao 2º do ranking brasileiro em produção de algodão, com perspectivas de ser o maior produtor do Brasil”, afirmou o diretor ao acrescentar que a região Oeste detém a maioria dos produtores certificados.

Jusmari Oliveira, que como Deputada, sempre encampou a luta dos produtores de algodão do cerrado pela criação do PROALBA, disse que: “O setor avançou bastante e precisamos caminhar agora, para atrair um parque têxtil para a região Oeste, Luís Eduardo Magalhães precisa voltar geral emprego, e fechar a cadeia produtiva do algodão em nossa região é de extrema importância”.

Fonte: Cidade Revista

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo