ELEIÇÕES 2016- PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE CAMPANHA ELEITORAL. - Tv Web Barreiras

Notícias Recentes

19 de abr de 2016

ELEIÇÕES 2016- PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE CAMPANHA ELEITORAL.


Por Maglon Ribeiro

Consultor em Marketing Político e Pesquisas Eleitorais.

Relaxe e lembre-se do que costumava dizer o presidente americano Abraham Lincoln:

Dê-me 6 horas para derrubar uma árvore e passarei as 4 primeiras afiando o machado”.

É claro que aí tem um exagero estilístico. Mas a mensagem principal é que vale a pena você usar o tempo necessário para planejar e se preparar para uma ação antes de por a mão na massa. Mas, por favor: não passe 75% do tempo no planejamento… Apenas certifique-se tê-lo feito sem pressa e com o cuidado necessário.

Tenho frisado neste espaço, onde escrevendo regularmente sobre campanhas eleitorais, que este momento, da pré campanha,(até aproximadamente 24 de julho, 70 dias antes da eleição) é o tempo reservado para o planejamento, pois lá na frente, no calor da luta, você não terá tempo suficiente para detalhes, principalmente numa campanha delimitada em 45 dias, como será a deste ano. Um bom planejamento deve dispor de um sistema organizacional, planilhas, que organize a agenda do candidato, banco de dados, orçamento e alocação de recursos, plano de mídia, cronograma de atividades, com desdobrado e ações afetivas de mobilização. A Organização da campanha é imprescindível para o sucesso. Encare uma campanha eleitoral como se fosse a implantação de um empreendimento, onde recursos humanos, financeiros e operacionais devem estar em harmonia com o objetivo final.

Planejar uma campanha é fazer um plano que nos ajude a organizar todos os passos que nos leve a garantir a vitória eleitoral.

Passo 1: Coleta e análise de informações – o quadro político eleitoral atual

Neste primeiro passo estude e analise o momento eleitoral em disputa. Lembre-se nenhuma campanha eleitoral é igual a outra.

Importante falar da necessidade de termos em mãos pesquisas atualizadas e confiáveis. Ela detecta o grau de notoriedade dos potenciais candidatos. Desenha o perfil do candidato ideal à luz das perspectivas do eleitorado. Ela serve para compor um quadro da situação atual e nos dar a base sobre a qual edificamos a estrutura de sustentação da campanha. Este mapeamento servirá de subsidio para as etapas posteriores da campanha.

Passo 2: O posicionamento da candidatura –

Feito a avaliação inicial, procede-se o posicionamento estratégico a ser mantido pelo candidato durante todo o processo eleitoral. Posicionamento é o espaço que marcas, produtos e serviços ocupam na mente do consumidor. Posicionar a candidatura é dizer como queremos que o eleitor “enxergue” o candidato. Esta etapa é fundamental para que a campanha realmente comunique uma mensagem que cative os eleitores.

Passo 3: Planejando a Estratégia 

Definir a linha de comunicação que será adotada. Encontrar a ideia central, o foco. Que conceitos terão que prevalecer, a campanha será propositiva? De ataque, de desconstrução do adversário. Definir a logomarca, número, slogan e jingle e demais peças publicitária, o uso das mídias sociais, inclusive o volume ou quantidade. Montar estrutura de propaganda da campanha eleitoral, definindo que canais devem ser utilizados para veicular as mensagens. 

Passo 4: Plano de Governo ou de ação parlamentara

A propostas do candidato formam a base temática que servirá ao discurso de campanha. Tem como função fornecer a candidato (a) e apoiadores argumentos que justifiquem a candidatura na hora de pedir votos. Ao divulgá-lo o eleitor tem que identificar, por meio do programa, o sentido da candidatura e suas convicções.

Refere-se às principais demandas, realidades e necessidades da comunidade e aspirações do candidato e seus apoiadores.

Passo 5: Público Alvo – o segmento de eleitores que será a base da campanha 

A segmentação do eleitorado, além de ser uma estratégia necessária, torna a campanha mais barata, já que o custo envolvido na conquista do voto varia dentro do eleitorado.

A importância da segmentação se torna mais evidente em cidades de médio e grande porte. Não podemos esquecer que uma campanha eleitoral tem o objetivo de comunicar a mensagem certa para o eleitor certo. 

Passo 6: Plano de mobilização

Organizar as ações do pessoal que vai levar a campanha para as ruas, para as casas. Enfim colocar em prática o que ficou definido no planejamento. Este é o momento chave da campanha onde se coloca em prática o plano de ação derivado da estratégia

Por isso, antes de começar a campanha é fundamental fazer o seu planejamento estratégico. Planejar uma campanha é fazer um plano que nos ajude a organizar todos os passos que nos leve a garantir a vitória eleitoral. O planejamento estratégico de uma campanha passa pelo CPPP : Candidato, posicionamento, Plano de governo ou Plano de ação Parlamentar e Promoção.

A Fazer eleição exige profissionalismo, portanto não há mais espaço para amadores. Ou o politico se profissionaliza ou ele vai cair na mesmice. Candidato inteligente já descobriu que não é verdade que o eleitor seja ingênuo e que possa ser manipulado com tamanha facilidade. Você é um dos que topam mudar? Então contrate um especialista.

vamos trabalhar juntos. Tenho feito pesquisa eleitoral nas principais cidades do oeste, além disso, sou especialista em marketing político e posso contribuir com a organização e planejamento de sua campanha, maximizando as suas chances de vitória.

Contato: maglonribeiro@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.