DÓLAR TEM MAIOR QUEDA DIÁRIA DESDE SETEMBRO E FECHA ABAIXO DE R$ 3,60. - Tv Web Barreiras

Notícias Recentes

8 de abr de 2016

DÓLAR TEM MAIOR QUEDA DIÁRIA DESDE SETEMBRO E FECHA ABAIXO DE R$ 3,60.


Em um dia de otimismo nos mercados brasileiro e externo, a moeda norte-americana teve a maior queda diária desde setembro e fechou abaixo de R$ 3,60. O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (8) vendido a R$ 3,597, com baixa de R$ 0,097 (-2,63%). Em termos percentuais, a queda foi a maior registrada desde 24 de setembro, quando a cotação havia recuado 3,73%.

A moeda foi vendida em queda durante toda a sessão. Nos minutos finais de negociação, a cotação caiu para abaixo de R$ 3,60, encerrando na mínima do dia. A divisa acumula queda de 0,15% em abril e de 8,9% em 2016.

Na bolsa de valores, o dia também foi de ganhos. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou esta sexta com alta de 3,67%, aos 50.293 pontos. Essa foi a primeira vez desde o dia 1º que o indicador encerrou acima dos 50 mil pontos.

Várias ações tiveram destaque. Os papéis da Petrobras subiram 5,53% (ações ordinárias) e 7,27% (ações preferenciais). As ações do Banco do Brasil saltaram 11,53%, e os papéis da mineradora Vale valorizaram-se 8,19% (ordinárias) e 8,36% (preferenciais).

Os negócios não foram influenciados apenas pelo cenário político interno, mas pelo desempenho positivo no mercado internacional. As principais bolsas de valores do mundo fecharam em alta. O barril do petróleo do tipo Brent ultrapassou US$ 41 pela primeira vez em duas semanas.

Fonte: new.d24am

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.