0

Aconteceu nesta quinta-feira, 31, a 1ª sessão extraordinária do 7º período legislativo da 4ª legislatura na câmara municipal de Luís Eduardo Magalhães.

A sessão extraordinária para votação de reajuste de salário em favor dos professores e servidores do município cujo prazo para sanção será amanha foi presidida pelo Presidente Elton Almeida e estiveram ausentes os vereadores Sidnei Giachini, Jarbas Rocha e Katerine Rios.

O presidente Elton Almeida em seu discurso criticou ações do executivo, afirmando que sempre que a lei exige prazo à prefeitura só manda o projeto em cima da hora obrigando a câmara a fazer procedimento extraordinário.

Isso é falta de competência, respeito com os cidadãos, servidores e autoridades do legislativo. O executivo deve assumir suas responsabilidades dentro dos prazos ordinários e não transferir para outro poder suas falhas. Então, sem ter outra saída, tivemos que realizar a sessão extraordinária, para legitimar os reajustes das classes, isso é inadmissível”, argumentou o presidente Elton.

O parlamentar criticou também a ausências dos vereadores, afirmando que se dependesse deles os reajustes não teria efeito.


Vereador Vôga Pelissari, destacou a importância da ordem do dia para os munícipes, em especial para os servidores públicos que são o sustentáculo do funcionamento de todos os serviços públicos para os cidadãos, o que justificou inclusive a convocação de uma sessão extraordinária e lamentou profundamente a ausência de alguns colegas, sobretudo os que se dizem diretamente envolvidos com as causas tratadas hoje, no plenário.

O vereador Deusdete Petronílio, manifestou-se a favor dos projetos 001/2016, 026/2016 e 027/2016, que respectivamente garante a criação de vagas para o quadro de servidores públicos municipais; aumento de salários para os servidores do magistério; e o aumento de salário para os demais servidores municipais. Lamentou que colegas (vereadores) que outrora se fizeram presentes, nas polêmicas manifestações amplamente cobertas pela imprensa, colocando-se ao lado desses servidores, agora ocasião em que de fato poderiam intervir em favor dos mesmos- votando e aprovando a justa medida, não se encontravam no plenário. Destacou ainda a importância de que cada membro da casa legislativa comprometa-se com o esclarecimento da sociedade sobre o funcionamento da câmara e demais poderes. Para ilustrar o argumento citou a visita dos alunos da educação básica a essa casa a fim de entender o funcionamento da mesma.


Em sua fala, o vereador Cabo Carlos assim como os outros colegas, lastimou a ausência dos colegas vereadores em sessão tão importante. Manifestou-se favorável em relação ao projeto 001/2016, reconhecendo a necessidade do município em preencher algumas lacunas do serviço publico ofertada a população, no entanto ressalva que no ultimo concurso publico realizado pelo município, a maioria das categorias ofertadas no edital não possuíam cadastro de reserva. Destacou que apenas por causa desse lapso de quem redigiu e conduziu o processo, existe essa necessidade, ao tempo em que ponderou a necessidade de corrigi-lo no próximo concurso. “se o município precisar chamar, por exemplo, professores, o certo é chamar aqueles que já fizeram o concurso, passaram e estão no quadro de reserva”.

Ascom.

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo