DESCOBERTO MÍSTICO RIO INCA QUE “FERVE” SUAS VÍTIMAS. - Tv Web Barreiras

Notícias Recentes

8 de mar de 2016

DESCOBERTO MÍSTICO RIO INCA QUE “FERVE” SUAS VÍTIMAS.


Cientistas não conseguem explicar o fenômeno por meio do qual um rio da Amazônia peruana alcança temperaturas superiores aos 85°C, sem estar relacionado a origens magmáticas ou vulcânicas.

Andrés Ruzo, geocientista peruano, sempre pensou que a existência de um rio fervente no coração do Amazônia era parte do folclore local, uma lenda que passava de geração em geração. E qual não foi sua surpresa quando, durante suas pesquisas de trabalho, ele descobriu uma corrente que flui a uma temperatura média de 86°C, fenômeno que não responde a uma origem magmática ou vulcânica. Sua descoberta está descrita no livro "Rio em Ebulição: Aventura e Descoberta na Amazônia".

Existem muitos leitos aquíferos ferventes no mundo – isso não é uma novidade –, mas todos eles, sem exceção, estão associados à atividade vulcânica. A região amazônica, no entanto, não possui vulcões. Por isso, é inexplicável o fato de, até hoje, o mítico rio Shanay-timpishka transcorrer por 6 quilômetros, até sua confluência com outro rio, praticamente fervendo. Vale destacar que a água pode produzir queimaduras de terceiro grau e resultar letal para os animais, quando ultrapassa os 47°C.

Assim como nós temos sangue quente correndo por nossas veias e artérias, a Terra tem água quente correndo por suas fendas e falhas. Quando chegam à superfície, ocorrem manifestações geotérmicas: fumarolas, águas termais ou, nesse caso, rios ferventes”, afirmou Ruzo.

Fonte: Gizmodo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.