0
Desde 2010 sem mudar de visual, Fiat Idea já está na linha 2016... e ninguém sabe

Você já viu dez carros que souberam driblar a crise e outros dez modelos que foram lançados, mas ainda não emplacaram como queriam e são difíceis de se ver na rua -- que foram carinhosamente chamados de "fantasmas".

Além destes, existem os "carros-zumbis", aqueles que ainda estão à venda em concessionárias, zero quilômetro, linha 2016, mas que quase ninguém mais compra ou lembra: normalmente, modelos que estão em final de estoque e/ou de vida útil.

Abaixo, listamos dez exemplos. Para justificar as escolhas, selecionamos apenas modelos que ainda constam nos catálogo dos sites oficiais das fabricantes, com opção de configuração. Lembra de algum outro? Deixe seu comentário.

1. Peugeot 308 CC: R$ 153.790

Lançada em 2012 no Brasil, a versão conversível do 308 não aparece nem na aba principal de modelos no site da Peugeot -- para achá-lo e montá-lo no configurador, é preciso clicar em "nossos carros". A Fenabrave, associação de revendedoras, não separa em seus relatórios os números de vendas do 308 comum e do cabriolet, mas não é difícil saber que pouquíssimas unidades do cabrio foram vendidas.

2. Chevrolet Classic: R$ 33.600

Vendido no Brasil há quase 20 anos com a mesma geração, no começo ele era chamado de Corsa Sedan, o Classic segue em linha e recentemente ganhou direção hidráulica de série na linha 2016. Até cerca de dois anos era frequentemente visto entre os carros mais vendidos, mas hoje, segundo a Fenabrave, é apenas o 22º colocado, com 20.674 emplacamentos em 2015. As lojas da GM fazem questão de estacioná-los atrás de Onix e Prisma.

3. Renault Clio: R$ 34.873

Assim como o Classic, o Clio é outro carro "jurássico" oriundo dos anos 1990 -- até hoje o compacto só passou por reestilizações e trocas de pacote de equipamentos, sem nunca trocar de geração. Segue à venda no site da Renault e emplacou 9.420 unidades em 2015. Deve seguir assim até dar lugar ao Kwid, no ano que vem.

4. Fiat Idea: R$ 51.270

Sucesso entre taxistas, principalmente em sua primeira geração, o Fiat Idea é praticamente o mesmo carro desde 2010, quando passou a adotar faróis mais curvilíneos e lanternas de LED (foi o primeiro carro nacional, inclusive, a utilizar esta tecnologia). Desde então, suas vendas foram caindo progressivamente (de 26.053 em 2011 para 16.775 unidades em 2014) até chegar a 5.325, de janeiro a julho, neste ano. Apesar de ser um projeto mais antigo, a Fiat já lançou a linha 2016 do monovolume e não revela planos para um possível substituto.

5. Citroën C3 Picasso: R$ 52.990

Sem nunca ter conseguido repetir o sucesso de seu "irmão aventureiro" Aircross, o C3 Picasso vive no limbo da Citroën pois é um carro relativamente barato de se fazer -- trata-se, como dito, de um Aircross sem os adereços esportivos. Foram apenas 3.688 unidades vendidas em 2014 e 1.068 emplacamentos neste ano. A própria marca admite que seu foco é o C3, outro carro feito sobre a mesma base.

6. Chevrolet Celta: R$ 34.990

Assim como o Classic, o Celta é outro carro ainda vendido pela Chevrolet que fica lá no fundo da loja. As vendas caíram sensivelmente de 2013 para 2014 (de 74.647 para 42.651 unidades) e continuam em queda este ano: de janeiro a julho, foram apenas 17.502 emplacamentos, a maioria deles para frotas de empresas. A GM já anunciou planos para os próximos anos e o Celta deixa de existir em 2016.

7. Fiat Doblò: R$ 65.590

O Doblò é outro modelo da Fiat que continua vivendo sem que a maioria do público saiba. Ele só é lembrado quando uma grande família ou empresa precisa de um carro com sete lugares que não custe tão caro. Apesar disso, seus números de venda são regulares: foram 16.498 carros emplacados em 2013, 16.331 em 2014 e 6.393 de janeiro a julho de 2015.

8. Mitsubishi Pajero Full: R$ 193.990

Discretamente, a Mitsubishi retirou o sobrenome Dakar do seu principal SUV, o Pajero. Além dele, a marca fabrica no Brasil a picape L200 Triton, Lancer e o crossover ASX (todos em Catalão, Goiás). Mas a empresa continua importando Outlander, Lancer Evolution e, curiosamente, os Pajero Full e Full 3D, que têm projeto mais antigo que o do próprio Pajero Dakar.

9. Kia Carnival: R$ 163.900

Inacreditavelmente, a Kia ainda vende a van Carnival, a mesma desde 2006 (em alguns países ela é chamada de Sedona), a partir de R$ 164 mil no Brasil. Apesar de ser um mercado pequeno (vans grandes de sete ou mais lugares), alguns concorrentes chegam a custar até R$ 90 mil a mais (uma Chrysler Town&Country zero, por exemplo, sai por R$ 249.900). Talvez seja por isso que a Kia mantenha a van nas lojas. Em 2014, 362 unidades foram emplacadas. Este ano, apenas 75.

10. Suzuki Grand Vitara: R$ 78.990

A Suzuki vem tentando contornar a crise do mercado brasileiro lançando carros diferentes: lançou o compacto esportivo Swift há um ano e o crossover S-Cross no Salão de São Paulo, em outubro passado. Mesmo assim, a marca mantém em linha o SUV Gran Vitara, que tem até um bom preço em relação aos seus rivais, mas não consegue emplacar como a marca gostaria: foram 3.012 unidades vendidas em 2014 e só 1.379 neste ano.

Fonte: Carros Uol.

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo