0
Ao ver seu novo sorriso no espelho, a atriz Regina Duarte sentiu-se constrangida. Os dois dentes da frente não estavam mais ligeiramente encavalados, marca registrada desde 1964, data de seu primeiro close, ainda adolescente, como garota-propaganda da Kolynos. O tom um pouco amarelado, nítido nas gargalhadas escancaradas da Viúva Porcina da novela Roque Santeiro (1985), também havia se transformado em um branco ofuscante.

Aos 69 anos, a rainha dos folhetins brasileiros agora ostenta uma boca cintilante, ao melhor estilo da cantora Sandy. “Vi e pensei: ‘Credo!’. Estava tudo lindo demais, tão arrumadinho que até senti certa vergonha, deu vontade de tomar café para tirar aquele aspecto imaculado”, contou a atriz na terça (16), antes de ser atendida por seu dentista no Ateliê Oral, clínica na Vila Nova Conceição.

Ao ligar a TV, porém, notou: esse sorriso tão perfeito, que às vezes beira o antinatural, virou quase um uniforme bucal entre estrelas de novela. A própria Regina, que acabou se acostumando e aprovando o resultado, seguiu o conselho de uma colega que havia passado pela repaginada. “Ela olhou bem para mim, analisou meu rosto e disse: ‘Com a nova tecnologia de imagem em high definition (HD) das emissoras, você precisa cuidar melhor dessas suas restaurações’.”

Na sala do dentista Marcelo Kyrillos, a atriz embarcou na onda da estética odontológica: laminados de porcelana. São pequenas peças confeccionadas artesanalmente ou por meio de impressoras 3D, que custam entre 1 800 e 5 000 reais cada uma, dependendo do profissional. Elas têm de 2 a 5 milímetros de espessura e são colocadas sobre o esmalte com cola especial, dente por dente.




Lentes de contato de porcelana
Lentes de contato de porcelana: preço varia de 1 800 a 5 000 reais por dente (Foto: Divulgação)
Trata-se de uma estrutura definitiva, que raramente cai, e requer uma manutenção simples, como a limpeza. As mais finas, que não precisam de desgaste ósseo antes da colocação, são chamadas de lentes de contato. As grossas ficaram conhecidas como facetas e precisam de brocas (o famigerado motorzinho) no processo.

Para garantir o close impecável em HD, outros astros globais usam a ponte aérea especialmente para construir seu sorriso aqui ou fazer a manutenção do trabalho. “Venho duas vezes por ano, de preferência antes de começar a gravar uma novela”, diz Henri Castelli, que aplicou lentes nos dentes da frente. Além do galã, Reynaldo Gianecchini, Rafael Cardoso e Malvino Salvador fizeram a recauchutagem no mesmo Ateliê Oral, um dos pródigos em clientela estrelada.

Ninguém assume no meio, mas a contrapartida para a divulgação do nome deste e de outros consultórios famosos costuma ser um desconto colossal. No local, a decoração parece a de um shopping classe A, como o Cidade Jardim. Não há sala de espera, mas um lounge. No lugar das cadeiras, oito sofás, duas mesinhas redondas e até um bar com garçons gentis que oferecem alguns “pecadinhos”, como doces, sucos e refrigerantes. Ao fundo, há ainda as salas reservadas para os clientes que buscam fugir do assédio.




Ateliê Oral
O Ateliê Oral, na Vila Nova Conceição: salas reservadas para os clientes que buscam fugir do assédio (Foto: Divulgação)
As estratégias de divulgação no boca a boca global acertam em cheio a clientela, digamos, “comum”. As clínicas que trabalham com a lente de contato, que começou a ser implementada em 2012 e tem se tornado mania desde o ano passado, registraram aumento de procura de 300% entre 2014 e 2015, na estimativa da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE). Hoje, em média, são aplicadas cerca de 28 500 lentes por mês na cidade. “Há bons profissionais em outras cidades, mas a capital paulista concentra seis em cada dez dos mais renomados especialistas do país”, calcula Marcelo Fonseca, diretor administrativo da SBOE.

A velocidade da busca pela risada perfeita supera até a das intervenções estéticas no resto do corpo. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em média, o número de operações como implantação de próteses de silicone e lipoaspiração tem crescido bem menos, a uma ordem média de 10% ao ano. “Estamos em uma geração de facetados”, resume o dentista Rafael Puglisi, dono de um luxuoso consultório na Bela Vista, que colocou porcelanas no apresentador Gugu Liberato, na blogueira Bella Falconi e no deputado Paulo Maluf.

Esse tratamento, é preciso dizer, nem sempre tem a ver com saúde bucal, como aconteceu com outras modas do gênero. Há cerca de meio século, a tendência entre alguns grupos era enfeitar a arcada: nos anos 60, com capas de ouro, e, nos 80, por meio dos grillz, revestimentos metálicos popularizados pelos rappers. Neste milênio, houve quem buscasse repetir com raspagem o vão entre os incisivos superiores da cantora Madonna e da modelo Georgia May, filha de Mick Jagger.

As primeiras facetas, dos anos 2000, trouxeram a era da perfeição, refinada com as novas técnicas. “É a tecnologia que pode fazer qualquer pessoa exibir um sorriso impecável e definitivo, como o das celebridades da televisão”, diz Anderson Bernal, dono de um consultório em Moema e apresentador do Transformação da Face, quadro de um programa da Record.

Em maio, ele mudou a marca registrada do pagodeiro Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, que até então assumia sem pudor os dentes tortos. “Antigamente, eu tinha um monte de barraco de favela na boca. Agora está mais para mansão nos Jardins”, compara. O cantor usou aparelho por dois meses e então recebeu 24 capas de porcelana (a conta ficou na casa dos 100 000 reais).




Henri Castelli
Henri Castelli (Foto: Tomás Arthuzzi)
O advogado Douglas Casagrande, de 33 anos, viu o trabalho de Bernal e partiu em busca de seu semblante hollywoodiano. “Usei aparelho na adolescência, mas comecei a perceber umas imperfeições, como manchas e um formato estranho.” Em agosto, gastou 30 000 reais e, em um mês, reformulou os dez dentes da frente. “Valeu cada centavo, e agora meus amigos também querem realizar o procedimento.” Nas fotos no Instagram e no Facebook, ele retrata sua felicidade com o novo visual. “Antes, eu não sorria nas minhas selfies, mas hoje gargalho à toa.

Puglisi conta que ganhou muitos clientes com essa mesma preocupação contemporânea: aparecer bem nos posts. “Uma boa exposição nas redes sociais é algo fundamental, e virou profissão, como os blogueiros.” Quem decide ir a um desses consultórios deve se preparar para ter o rosto esquadrinhado. Calcula-se o espaçamento dos olhos, o tamanho do nariz, a cor da pele, e por aí vai. “A gengiva precisa ser paralela e rente ao contorno do lábio superior e, com a boca relaxada e entreaberta, os incisivos de cima devem ter exposição de 2 a 4 milímetros”, resume Kyrillos.

O que aconteceu com os tempos em que bastava caprichar na escovação e passar o fio dental corretamente? Para muitos especialistas, o modismo está cercado de exageros. “Agora, viramos robôs e vamos todos rir igual?”, questiona Jorge Alberto Jorge, membro da Academia Americana de Estética. Ele diz haver um excesso na procura pelo recurso e que “40% dos pacientes não precisariam do procedimento”.




Regina Duarte
Regina Duarte: sorriso perfeito (Foto: João Bertholini)


O profissional esclarece que arcadas naturalmente amareladas (de nascença, sem os efeitos de café, vinho, suco de uva nem remédios) possuem mais cálcio e têm menor propensão a quebrar do que as alvíssimas. “Desgastar essa parte do corpo para substituí-la por uma placa de porcelana apenas por questões estéticas equivale a uma mutilação”, opina Carlos Eduardo Francischone, professor titular da Faculdade de Odontologia de Bauru, da USP.

Além disso, um laminado mal aplicado pode provocar inflamação na gengiva. “A técnica é indicada para dentes com desgaste, com coloração bem manchada e no formato conoide (com ponta fina). Se não for o caso do paciente, peço para que ele reveja seus conceitos e não siga modismos”, diz Francischone. Quem insiste corre o risco de adquirir o “efeito Mentex”: os incisivos que ficam bojudos e brancos como a popular bala de menta. “Recebo pelo menos uma vez por mês um paciente com essas características que está arrependido, mas parte dos casos é irreversível”, diz Jorge.

Por questões éticas, os profissionais não falam de nomes específicos, mas, nos bastidores dos consultórios, as intervenções mais variadas de personalidades são o assunto preferencial. O ator Alexandre Frota, o padre Marcelo Rossi e a apresentadora Adriane Galisteu deram o que falar na internet. Eles não comentam o caso e ela diz que o sorriso é resultado de resina, mas que pensa em mexer de novo na acarda, agora com o uso de porcelana. A quem se aventurar vale mesmo ficar atento aos exageros: nessa moda, quem ri por último nem sempre está rindo melhor.

PLACA LUMINOSA

Celebridades que assumem ter mudado o visual graças à nova tecnologia. Veja na galeria abaixo:

TODAS AS MÍDIAS





  • Compartilhe essa matéria:
  • Todas as imagens da galeria:



 NaBOCA DO POVO

Transformações que motivaram uma série de comentários nas redes sociais (Rossi e Frota não falam sobre o tema e Galisteu diz que a modificação é resultado de resina). Veja na galeria abaixo:






Fonte: Veja SP

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Tv Web Barreiras. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog Tv Web Barreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada ou que esteja sem identificação.

 
Topo